Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


terça-feira, 14 de maio de 2013

Estilo de vida moderno desencadeia demência cada vez mais cedo

Os EUA estão no topo da lista dos países ocidentais com o maior aumento de todas as mortes neurológicas entre 1979 e 2010
Os EUA estão no topo da lista dos países ocidentais com
 o maior aumento de todas as mortes neurológicas
entre 1979 e 2010
Tecnologia, aditivos alimentares e poluição do ar estão levando as pessoas a desenvolver problemas mentais antes dos 75 anos
 
O estilo de vida moderno está causando o aparecimento cada vez mais precoce de demência, de acordo com pesquisadores do Reino Unido.
 
A pesquisa indica que o uso de computadores e telefones celulares, a presença de aditivos nos alimentos e a poluição do ar estão fazendo com que as pessoas desenvolvam problemas mentais mais cedo do que nunca.
 
O estudo, realizado pela Universidade de Bournemouth, avaliou homens e mulheres com idades entre 55 e 74 anos em um período de 1979 até 2010.
 
Os resultados mostraram que as mortes resultantes de uma doença neurológica aumentaram em todos nos 16 países avaliados pela pesquisa. Um forte aumento nas mortes de demência e outras doenças neurológicas em pessoas com menos de 74 anos.
 
Segundo o autor da pesquisa Colin Pritchard, esse aumento não pode ser genético, pois o período é muito curto.
 
Os EUA estão no topo da lista dos países ocidentais com o maior aumento de todas as mortes neurológicas entre 1979 e 2010. O Reino Unido teve o quarto maior aumento, de acordo com estatísticas da Organização Mundial de Saúde, com um aumento de 4.500 mortes para 6.500.
 
A equipe afirma que estas estatísticas são sobre pessoas reais e famílias, e que é preciso reconhecer que há uma "epidemia" que é claramente influenciada por mudanças ambientais e sociais.
 
 
Fonte isaude.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário