Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


terça-feira, 23 de outubro de 2012

Pesquisa internacional pode melhorar eficácia de antibiótico contra cólera

Lisa Craig, pesquisadora responsável pelo estudo
Equipe descobriu mecanismo que torna Vibrio cholerae um agente patogênico letal causador da doença
 
Equipe internacional de pesquisadores conseguiu explicar como o Vibrio cholerae se tornou um agente patogênico letal causador da cólera. A descoberta é capaz de ajudar a revolucionar o tratamento com antibióticos da bactéria mortal.
 
O V. cholerae causa a cólera, que é endêmica em muitos países em desenvolvimento e pode surgir em regiões devastadas por guerras e desastres naturais. Um surto após o terremoto de 2010 no Haiti matou pelo menos 7.500 pessoas.
 
A equipe descobriu que dois genes no genoma do V. cholerae o tornam tóxico e mortal. A bactéria adquiriu esses genes quando um vírus bacteriano chamado CTX-phi o infectou.
 
Os pesquisadores e seus colegas propuseram a ideia de que um mecanismo dentro de V. cholerae permite que o vírus CTX-phi o infecte.
 
CTX-phi se agarra a um filamento ' pilus' longo que flutua na superfície de V. cholerae. O filamento em seguida se retrai, puxando o gene da toxina CTX-phi para dentro da bactéria onde ele se liga a TolA, uma proteína da parede bacteriana.
 
O processo transforma V. cholerae em um agente patogênico humano mortal.
 
Segundo os autores, os filamentos ' pilus' podem ser explorados como um mecanismo de transporte para entregar antibióticos diretamente na bactéria.
 
"Nós poderíamos explorar o mecanismo de retração do pilus para introduzir antibióticos diretamente nas células, ignorando sua barreira de membrana externa", explica a líder da pesquisa Lisa Craig, da Simon Fraser University.
 
Atualmente existem antibióticos para V. cholerae, mas esses também matam bactérias benéficas no intestino. A ideia dos pesquisadores é usar o ' pilus' como um ' cavalo de Tróia' para entregar medicamentos especificamente e eficazmente ao patógeno bacteriano.
 
De acordo com, a descoberta de sua equipe é ainda mais emocionante devido à simplicidade de seu funcionamento.
 
Craig acredita que o mecanismo de ' pilus' também pode ser usado para entregar antibióticos para tratar a Pseudomonas aeruginosa, uma infecção respiratória mortal bacteriana que atinge principalmente pessoas com fibrose cística e poderia salvar muitas vidas.
 
 
Fonte isaude.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário